top of page
  • Foto do escritorJoão Paulo Araújo

Rebalanceamento de carteira: você sabe como esse processo funciona?

O mercado financeiro e os seus ativos costumam estar sujeitos a eventuais oscilações.

Para montar uma carteira de investimentos efetiva, você deve compreender bem o seu perfil de investidor e os objetivos que deseja alcançar. Esse conhecimento é fundamental, uma vez que permite criar um portfólio adequado às suas estratégias financeiras e, principalmente, à sua tolerância ao risco.


No entanto, as dinâmicas do mercado financeiro podem alterar as características dos seus ativos com o tempo, principalmente em estratégias de longo prazo. Nesse cenário, o rebalanceamento de carteira tende a ser eficiente para readequar sua carteira, conforme o propósito original.


Quer aprender a rebalancear seu portfólio, equilibrando os fatores de risco e retorno ao seu perfil de investidor?


Continue a leitura deste artigo!


O que é rebalanceamento de carteira?


O rebalanceamento é um procedimento executado para manter a carteira de investimentos alinhada às necessidades e objetivos do investidor. Ao aplicar essa técnica, você consegue adaptar o seu portfólio às condições do mercado financeiro, que tendem a mudar constantemente.


Esse processo é feito por meio de um ajuste de alocação periódico dos seus investimentos. Com a medida, você pode diminuir o impacto que possíveis alterações nas condições de rentabilidade e risco dos ativos da sua carteira teriam na sua estratégia definida inicialmente.


Fora dos momentos de oscilações do mercado, você também pode utilizar essa técnica quando notar que o seu perfil de investidor ou objetivos mudaram. Nessa situação, é preciso readaptar sua carteira, reestruturando-a de uma forma que faça mais sentido para as suas novas metas financeiras.


Como esse processo funciona?


Você viu o que é rebalanceamento de portfólio, então agora é o momento de entender como o processo funciona. A partir disso, será possível saber como realizar o procedimento da melhor forma, otimizando os resultados dos seus investimentos.


O rebalanceamento costuma utilizar a compra e venda de ativos para alinhar sua carteira aos objetivos estabelecidos. Ele visa reequilibrar a divisão percentual dos diferentes tipos e classes de investimentos do seu portfólio, considerando a tolerância ao risco e a expectativa de retorno.


Você quer entender melhor o processo de rebalanceamento? Veja o exemplo abaixo!


Exemplo de rebalanceamento


Um investidor possui uma carteira composta por 80% de investimentos em renda fixa, com certificados de depósito bancário (CDBs) e títulos do Tesouro. Os outros 20% estão em renda variável, com ações na bolsa de valores brasileira (B3).


Em determinado momento, o mercado financeiro passa por mudanças e as ações desse investidor se valorizam. Devido ao cenário de alta dos papéis, a composição do portfólio agora passa a ser de 70% em renda fixa e 30% em renda variável.


Essa alteração percentual colocará o investidor em uma situação de risco maior em relação ao seu planejamento inicial. Nesse contexto, o rebalanceamento de carteira o auxiliará a readequar seu portfólio às proporções iniciais, alinhando-o às expectativas de risco pré-estipuladas.


Para isso, o investidor pode comprar mais títulos de renda fixa ou vender as ações valorizadas. A estratégia escolhida dependerá das condições financeiras, das análises realizadas e dos objetivos definidos por ele.


No entanto, o rebalanceamento de carteira também pode funcionar no cenário oposto. Por exemplo, se as ações se desvalorizarem e a proporção do portfólio tiver 90% em renda fixa e 10% em renda variável.


Nessa situação, o investidor estará exposto a um risco menor do que pretendia, o que afeta o seu planejamento e objetivos. Com o rebalanceamento, ele pode buscar novas alternativas de renda variável, seja em ações ou outros tipos de ativos, restaurando o percentual inicial.


Quais são os benefícios do rebalanceamento de carteira para o investidor?


Agora que você já sabe como funciona o rebalanceamento de carteira, vale a pena conhecer os principais benefícios de realizá-lo. Independentemente da estratégia e perfil do investidor, esse processo pode ser indispensável para auxiliá-lo na elaboração de um portfólio ideal.


Confira os principais benefícios de executar o rebalanceamento da sua carteira!


Proteger contra riscos


Como você viu, esse procedimento se relaciona com as expectativas do investidor em relação ao grau de risco que ele se dispõe a correr. Logo, o rebalanceamento pode ser um método eficaz para manter a exposição ao risco de investimento sob controle, mesmo com as oscilações do mercado financeiro.


Portanto, você pode incluir essa prática em suas estratégias para se proteger contra riscos desnecessários. Dessa forma, aumentam as chances de alcançar os objetivos financeiros estipulados, sem desrespeitar o seu perfil de investidor.


Manter a diversificação da carteira


Outra vantagem de manter o portfólio bem balanceado é a possibilidade de não se expor a apenas uma classe de investimentos ou somente um ativo específico. É fundamental evitar esse cenário, uma vez que a falta de diversificação da carteira pode trazer consequências desfavoráveis.


Entre os fatores negativos que tendem a ser acarretados pela baixa diversificação, estão:


●        diminuição das suas possibilidades de identificar novas oportunidades de investimentos;

●        aumento de influência das oscilações do mercado financeiro sobre seu portfólio;

●        maiores chances de reduzir a rentabilidade da sua carteira;

●        entre outros.


Intensificar a sua disciplina financeira


O rebalanceamento de carteira também pode ajudar você a melhorar a sua disciplina em relação aos seus objetivos de investimentos. Isso porque o processo de readequação do portfólio visa ao aprimoramento das suas alocações, buscando a realização dos planos financeiros estipulados.


Como uma assessoria de investimentos pode auxiliar nesse processo?


Após compreender os benefícios do rebalanceamento para portfólio, vale considerar ter o auxílio de uma assessoria de investimentos no processo. Desse modo, será possível ter tranquilidade e eficiência na execução dessa etapa fundamental.


Afinal, o assessor de investimentos é um profissional qualificado capaz de analisar suas metas, entender o contexto do mercado e monitorar o desempenho dos seus ativos. Portanto, ele pode ser uma peça essencial para contribuir com o balanceamento apropriado do seu portfólio.


Neste artigo, você aprendeu o que é e como funciona o rebalanceamento de uma carteira de investimentos, além de compreender os benefícios da prática. Com essas informações, há como manter o seu portfólio adequado às suas expectativas de risco e rentabilidade.



Quer contar com uma assessoria qualificada para auxiliá-lo no rebalanceamento da sua carteira? Entre em contato com a equipe da Jobin Investimentos!

8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page