top of page
  • Foto do escritorRaphael Battaglia

4 Dicas para fazer um planejamento financeiro eficiente


Ter um bom planejamento financeiro é essencial para minimizar os impactos de imprevistos no seu orçamento — seja você uma pessoa física ou jurídica. Ele também permite que você aprimore a sua relação com dinheiro gerando mais oportunidades de negócio e de rentabilizar seu capital.


Muitas vezes, você ou sua empresa até pode ter um retorno considerável, porém, o descontrole das finanças impede que os seus resultados sejam maiores. Nesse contexto, é valioso compreender como o planejamento financeiro pode trazer diversos benefícios, se aplicado corretamente.


Se você ficou interessado nesse assunto, confira 4 dicas para fazer um planejamento financeiro eficiente!


1. Saiba as suas receitas e despesas


A dica inicial para começar a organizar as suas finanças é saber o quanto entra e sai do seu orçamento mensalmente. Ou seja, é preciso que você anote todas as suas fontes de receita, bem como as suas despesas mensais.


Com a evolução da tecnologia, a coleta e armazenamento de dados financeiros ficou muito mais fácil. Isso é feito a partir de programas e aplicativos que podem registrar suas entradas e saídas de capital. Contudo, o processo pode ser feito em uma planilha.


2. Defina objetivos financeiros


Outro passo significativo para quem deseja ter um planejamento eficiente e potencializar o uso dos recursos é a definição de objetivos financeiros. Existem diferentes formas de determiná-los, e uma delas é conhecida como meta SMART, confira:


específica (S): a meta deve ser clara e precisa;

mensurável (M): ela deve ser quantificável;

atingível (A): deve ser uma meta capaz de ser atingida;

relevante (R): a meta deve fazer sentido para você;

temporal (T): é preciso definir um prazo para ela ser alcançada.


3. Use a técnica pay me first


Pay me first é uma expressão inglesa que significa “pague-me primeiro”. Como o nome indica, ela consiste em uma abordagem em que a sua fonte de receita deve ser usada para pagar você, antes de qualquer outra obrigação financeira.


Nessa técnica, assim que receber uma renda, você deverá reservar um percentual dessa quantia para um investimento pessoal ou da empresa. Ao fazer isso, é possível garantir recursos para financiar projetos atuais ou futuros de forma inteligente.


4. Comece a investir


Outro ponto fundamental para contribuir no seu planejamento financeiro é a realização de investimentos. Destaca-se que um dinheiro parado em uma conta corrente desvaloriza em razão dos efeitos da inflação, diminuindo seu poder aquisitivo.


Nesse sentido, é fundamental começar a investir em alternativas que possam trazer um ganho real — ou seja, acima da inflação. Ademais, é válido manter o hábito de investir com frequência e rebalancear a sua carteira sempre que necessário.


Ao investir de forma recorrente, você potencializa os seus resultados, especialmente em razão dos juros compostos. Já ao rebalancear a sua carteira, é possível manter os seus investimentos alinhados às suas metas. Se for necessário, vale contar com apoio de um profissional do mercado.


Neste post, você viu 4 dicas que podem ajudar você a criar e aprimorar o seu planejamento financeiro. Esse conhecimento pode ser utilizado para você superar desafios, alcançar seus objetivos e melhorar o manejo dos seus recursos, aumentando seu patrimônio.


Precisa de ajuda para conhecer alternativas de investimento? Entre em contato com a Jobin Investimentos e saiba mais!

133 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page